Fuse – Paixão Que Fulmina

(“He said to me “if you close your eyes, you can see the music””)

Eu faço música para me ajudar
Neste inferno que a vida nos dá
Se tu sentes música
Quero ajudar-te neste inferno que a vida te traz

A minha relação com a música? É divina
Paixão que fulmina, tipo fogo e gasolina
O estaladão de amor quando o ódio me desafia
A pauta que me afina quando a vida desafina
Mais um kick, mais um snare, duas décadas no Rap
Ao Boom Bap, o meu filho chama-lhe tap tap
Música é magia em escolas que são fábricas
Aumenta o volume temos que afinar as máquinas
Conduzo na estrada dos meus sonhos a assobiar
Auto-rádio no máximo não vos oiço a buzinar
Nunca percas o que tu tens, donde tu vens
Nunca esqueças quem tu és, faz um backup nas nuvens
Celebrar a música, é celebrar a vida
Genoma da felicidade é descobrir a melodia
“A” vem da alma
“D” vem de dentro
“N” de nasceu comigo eu sinto o batimento

Eu faço música para me ajudar
Neste inferno que a vida nos dá
Se tu sentes música
Quero ajudar-te neste inferno que a vida te traz

Do hip hop à clássica, do soul ao ragga
Dos 60 aos 80 ou cubana, ou Frank Sinatra
Da Bossa Nova ao fado, ao cinema fantástico
Diamanda Galas, adoro metal pesado
Cantar para afastar o mal…
Convida a solidão para uma dança e dança até se rirem no final
Bebé vibra com a vibra na barriga da mãe
Música que faz nascer não te torna refém
Sinto a tua vibração em todo o lado
No sorriso do meu filho ou no motivo que me faz sentir dotado
Música é a única história que permanece
Onde as palavras acabam a música prevalece
É como ter saudade do que nunca tiveste
A agitação da alma acalma quando ela aparece
A felicidade é como uma batida
Quando acaba sentes que há algo que falta na tua vida

Eu faço música para me ajudar
Neste inferno que a vida nos dá
Se tu sentes música
Quero ajudar-te neste inferno que a vida te traz

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *