Tiago Bettencourt – Viagem

Faz essa viagem, meu bem
Que as tuas mãos livres venham cheias
Que teus pés descalços ganhem vidas
serenem no alívio dessa estrada

Faz essa viagem, meu bem
Tudo o que se perde ganha asas,
Anjos que caminham lado a lado,
vozes que nos guiam as palavras.

Vai, além
segue vida, segue tempo
como folha na corrente
Vai, meu bem
segue luta, fogo ardente,
choro, riso
segue, em frente

Voltarás um dia também
como todos nós que um dia vamos
procurando luzes que nos faltam
encontrando os passos onde andamos

Tens essa coragem eu sei
de largar as coisas mais amadas,
descobrir o sítio onde se lavam
dores que se querem descansadas.

Voltarás um dia, eu sei,
com teus anjos fortes pelo ombro,
infinito amor em cada asa,
de braços abertos para casa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *