Carminho – Pop Fado

O fado que é democrata
Mudou agora de estilo
Pegou-se à arte abstrata
Em concordata com tudo aquilo
Deixou-se de vadiagem
E é todo intelectualizado
Quis aprender a linguagem
E a mensagem do pop fado

Oh pá
Pop agora p’ro fado
É pop-ular
Topa pá o xarope do pop
Pop à toada logo com o pop
Oh pá
Estão-se nas pop-tintas
Os pop-elintras
São mais popistas que o fado
Pop-ularizado, pop-esticado
Pop-estari (?), pop-ulista
Pop fadista, sem rei nem pop

Arranjou novos modelos
Para atrair os mirones
Remendos nos cotovelos
E os cabelos à Rolling Stones
Existencial nos diversos
Rimas de nobres sentidos
Tem os trinados dispersos
Como estes versos
Muito atrevidos

Oh pá
Pop agora p’ro fado
É pop-ular
Topa pá o xarope do pop
Pop à toada logo com o pop
Oh pá
Estão-se nas pop-tintas
Os pop-elintras
São mais popistas que o fado
Pop-ularizado, pop-esticado
Pop-estari (?), pop-ulista
Pop fadista, sem rei nem pop

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *