Sara Tavares – Coisas Bunitas

(Não diga a ninguém)
(Eu não digo a ninguém)

Diz-me coisas bunitas
Diz-me coisas bunitas
Sussurradas ao ouvido com sabor

Diz-me
Que a minha carapinha te faz lembrar
Uma coroa de rainha
Diz-me ainda
Que nunca viste
Um sorriso igual ao meu, só meu
Quero ouvir
Tanta coisa que só podes falar baixinho
Por isso fala comigo

Diz-me coisas bunitas
Diz-me coisas bunitas
Sussurradas ao ouvido com sabor
Chego mais perto, dá-me amor
É o caminho mais certo

Inspira-te, perde a vergonha
Diz-me que queres casar comigo
E então deixa-te de coisas
Perde dessa mania
De fingir que nada sentes

Diz-me coisas bunitas
Diz-me coisas bunitas
Sussurradas ao ouvido com sabor
Chego mais perto, dá-me amor
É o caminho mais certo

(Arco-íres, lua-cheia, paz)
(Riso de bebê)

Entra por baixo da pele
Acende a luz no meu peito
Embala-me o coração
Encontra-me a pulsação

Diz-me coisas bunitas
Diz-me coisas bunitas
Sussurradas ao ouvido com sabor
Chego mais perto, dá-me amor
É o caminho mais certo

Diz-me coisas bunitas
Diz-me coisas bunitas
Coisas bunitas
Diz-me coisas docinhas
Coisas bunitas

Diz-me coisas bunitas
Coisas bunitas
Diz-me coisas docinhas
Coisas bunitas

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *