Márcia – Lado Oposto (No Ar)

Mora dentro de nós
Uma estrada
E sem sentidos
No meu sangue
Corre em força o que há
Entre heranças esquecido
Nos teus braços
A força do tempo se apaga
Mora dentro de nós
Uma esperança que dá sentido
Quando eu ando movo a sombra que há do desencanto esquecido
Nos teus braços
A voz do momento me agarra
Fico do teu lado
Só para dizer que há solução
Eu andei onde hoje mesmo não vou sem uma oração
Rente a quando a mente e o corpo juntos já não vão
Não queiras estar nem perto de onde vim
Rés do chão a dar ‘pró lado oposto ao do jardim
Não vou vender nem um conto do que eu sei
Tudo o que aprendi não vai fazer bem a ninguém
Não vou pintar nem um ponto do que eu vi
Tudo o que eu esquecer será melhor para ti

BOTAO-SEGUE2

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *