Leo Middea – Valsa

É, princesa
O que te faz dançar no escuro?
E no teu sussurro eu acho a coragem
E canto pra ti, pra encontrar também
E se eu já desisti do amor?
Ainda acho que te cabe tão bem
Ver os olhos de um outro alguém brilhar
E depois se afastar
Por não saber se controlar
Mas aqui dentro eu ainda sinto

A falta da dança, do corpo, da alma,
Malabares, as fitas, da calma
Quando surge a valsa
Você me beija, é sobre sexo? É mais nada?
Nos teus seios o que transpira
É minha valsa, quando aclamo por paz

Como anda por aí? Como vai você?
Eu ando pedindo pro céu
Um botão de replay, pra quando eu sentir

A falta da dança, do corpo, da alma,
Malabares, as fitas, da calma
Quando surge a valsa
Você me beija, é sobre sexo? É mais nada?
Nos teus seios o que transpira
É minha valsa, quando aclamo por paz

Mais da Aldeia

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *