Rubel – Chiste ft. Rincon Sapiência

A dor ligou pro riso
Pra ver quem valia um pouco mais
E a dor zombou do riso
Por nunca fazer ninguém chorar

E o riso gargalhou
Da dor, que se esqueceu,
Dá pra chorar de rir
Quaquaraquaquaquá

Quem diz que o homem não chora
Com certeza não colabora
As lágrimas são como Temer
Necessário colocar pra fora

Nem todo pulso tem um relógio
Mas todo curso tem sua hora
A dor me pede em casamento
E a gargalhada só me namora

É um tormento, ora bolas
Tudo bem, uma hora rola
E aí sumido, falei pro riso
Um flerte uma hora cola

Corto males como lâminas
Mas são os males que me amolam
A vida é pra examinar
E a natureza é uma escola

Nesses caminhos que eu andei
Vi tantas coisas ao meu redor
Cheguei primeiro, mas eu chorei
Quem ri por último, ri melhor

Sorrisos lindos como marfim
Cada piano tem o seu som
Não sinta culpa quando sorrir
Deixe que o sorriso dê o tom

A dor ligou pro riso
Pra ver quem valia um pouco mais
E a dor zombou do riso
Por nunca fazer ninguém chorar

E o riso gargalhou
Da dor, que se esqueceu
Dá pra chorar de rir
Quaquaraquaquaquá

Mais da Aldeia

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *