Catarina Miranda – Para Sorrir Eu Não Preciso de Nada | Festival da Canção 2018

Me levo a lugar nenhum
Daqui não devo partir
Prefiro sucumbir
A um dia comum

Hoje nem vou sair
Ver a rapaziada
Não me convidem para ir
Viver a madrugada

Não pretendo ouvir
Nem a melhor batucada
E não verei brincar
A alegre criançada

Recuso a iguaria,
A conversa animada
Até a poesia
Hoje está dispensada

Nem mar
Água salgada
Nem ar
Brisa delicada
Não há nenhuma necessidade
Hoje para sorrir
Eu não preciso de nada

Nem mar
Água salgada
Nem ar
Brisa delicada
Não há nenhuma necessidade
Hoje para sorrir
Eu não preciso de nada

Pois ela é minha namorada
Ela é minha namorada

Mais da Aldeia

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *