Kell Smith – Viajar É Preciso

Acordei disposta a tirar minha rotina pra dançar
Aumentei o som da minha mente e desliguei meu celular
Temperei o prato de arroz com as certezas que faltavam
Espalhei no chão do corredor todas ideias que sobravam
E agora eu sei, toda surpresa boa é sempre uma ideia louca
Tropecei nessa melodia e acabei ficando rouca
Me toquei que a simplicidade é sempre a parte mais bonita
Me cansei de apenas existir e hoje eu tô curtindo a vida

Então deixa eu viajar
Deixa eu viajar
Deixa eu viajar
Deixa eu viajar

Passar férias em Paris, como todo mundo diz
Ou sem sair do sofá

Respira, inspira, não pira, se liga
Tomar banho de chuva, deixa sua alma limpa
Preserve o amor, o verde, a saliva
Gaste energia com aquilo que te edifica
Plante a semente da bondade no jardim do bem
Peça sua liberdade em casamento e viaja também

Deixa eu viajar
Deixa eu viajar
Deixa eu viajar

Você que escolhe o destino, o teletransporte, o livro ou o hino
O casaco fino e o isqueiro na bolsa
Porque no escuro só ele consegue acender
Pega o passaporte, conta com a sorte
Seja na praia, Saara, Bolívia em Nárnia, Jamaica!
Troco minhas milhas por banho de mar (deixa eu viajar)
E o balanço da onda me ensina a nadar (deixa eu viajar)
Já falei mais de uma vez, mas se precisar
Na boa, sem crise, eu repito!
São tantos que já se esqueceram do essencial
E vivem sem paz de espírito
Felicidade está no detalhe
Um gesto, um olhar, um carinho
Por isso mais uma vez eu insisto
Viajar é preciso, hein?

Deixa eu viajar
Deixa eu viajar
Deixa eu viajar

Passar férias em Paris, como todo mundo diz
Ou sem sair do sofá

Mais da Aldeia

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *