Celina da Piedade – Primavera

Se o fim é um começo
Voltamos sempre a lutar
Já lá vem outro abril
É tempo de semear

Da espera faz-se a luz
Da primavera a nascer
Um fruto é como um filho
Do querer

A tudo o que aprendemos
Beijado ao calor do verão
Esquecemos neste inverno
Faltou-nos uma canção

Cantar p’ra não esquecer
Que unidos não estamos sós
Que temos liberdade
Na voz

É primavera quando chegas
Sou andorinha p’ra te ver
E as flores que trazes são vermelhas
Há sempre esperança a renascer

Mais da Aldeia

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *