Branko & Mayra Andrade – Reserva Pra Dois

O sentir que trago cresce quando estou longe de mim
Tão perto, mas dentro assim
Tão fora daqui
Neste ventre quente e furioso terás sempre um lugar
Além do depois
Sem ruído, com cor e reserva pra dois

Crescer é saber e amar
Certeza sem fim
Quem me vai dizer no amor
O que é bom ou ruim?

E o sentir que trago cresce quando estou longe de mim
Tão perto, mas dentro assim
Tão fora daqui

Crescer é saber e amar
Certeza sem fim
Quem me vai dizer se o meu amor
É jindungo ou quindim?

O que eu sei é que onde nada existe
Nada acaba
Nada acaba

BOTAO-SEGUE2

Mais da Aldeia

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *