As Bahias e a Cozinha Mineira – Uma Canção Pra Você

Eu vou cantar
Uma canção pra você
Feita da tua imagem
Diante da minha face
Ah se, ah se você pudesse entender
Baby eu vou cantar
Uma canção
Uma canção pra você
A jaqueta amarela
Sobre a cama
Você sabe qual é!
Você sabe qual é!
A jaqueta amarela
E a dor do teu abraço não sentiu
O frio… através da janela
Alguém sente lá fora, amor!
A dor, a dor
Da coberta aberta sobre a cama
Sobre um lido jornal dorme um corpo
Dorme um corpo
Desigual
Igual! Sem jaqueta amarela
Igual um despedaço de amor
Em cada canto de um teto
Destila cansada do afeto em cada cor
Cada carro
Cada barro de pele num jarro de flor
Cada sarro que mera pinga
Cada cama que não me ama! Ama! Ama! Ama!
Eu vou cantar
Uma canção pra você
Feita da tua imagem
Diante da minha face
Ah se, ah se você pudesse entender
Baby eu vou cantar
Uma canção
Uma canção…
Quem nos media
Dia-a-dia o nosso sexo amor
O anexo
O nexo
O “X” da nossa dor
O amor eu aposto no jogo entre cartas, cerveja, fogo e queijo quálio
No baralho jogo sais
Te embaralho, sou dama de paus
(Caralho!)
A função está posta à mesa
Entre dedos e anéis, a faca e o queijo na mão
Sou teu sim!
Não teu não!
Sim sou tua, tão sua, sou esta canção!
Sou teu sim!
Não teu não!
Sim sou tua, tão sua, sou esta canção!
Eu vou cantar
Uma canção pra você
Feita da tua imagem
Diante da minha face
Ah se, ah se você pudesse entender
Oh baby! Baby eu vou cantar
Uma canção
Uma canção pra você

BOTAO-SEGUE2

 

Mais da Aldeia

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *