Deolinda – A Avó da Maria

A Maria é um amor, quando se ri faz covinha
Sabe esta canção de cor e até se veste sozinha
É muito bem educada, ela porta-se tão bem
Manda beijos a quem passa, ai que graça que ela tem!
A Maria é toda a mãe

 A Maria é tão bonita, de lacinho na cabeça
Pelas folhas que rabisca, é artista de certeza
Ou então vai ser cantora, ai como ela canta bem
Ou então será doutora, olha os dedos que ela tem!
A Maria é toda a mãe
E diz que vai ser princesa, ou rainha como a mãe
Faço votos que aconteça, e saiba escolher um rei
A Maria é toda a mãe
Mas às vezes a Maria acorda com os pés de fora
Chora, esperneia, faz birra, e entorna a sopa toda
Ela amua e bate o pé, e se diz não vai, não vai
E se diz não é, não é, e se eu grito grita mais
A Maria sai ao pai!
Faz beicinho e bate o pé, e se diz não vai, não vai
E se diz não é, não é, e se eu grito, grita mais
A Maria é toda pai!
A Maria é toda pai!
BOTAO-SEGUE2

Mais da Aldeia

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *