Jorge Fernando – Valsa dos Amantes

Há um sorriso pequeno nos lábios que amei
Faz tempo que te não via e ao ver-te pensei
Estás mudada, estou mudado
E dos jovens que um dia se amaram nasceu este fado

Há um sorriso pequeno no homem que eu sou
Iniciámos o amor quando o amor nos chegou
Não me esqueço, não te esqueças
Que inocentes, escondidos, escondemos
O amor feito às pressas

Não penses que te vejo como outrora
A vida esgota a vida hora a hora,
O tempo gasta o tempo e marca a gente,
O espelho mostra como eu estou diferente
Não estou novo, não sou novo
Mas não peças que a vida te apague do fundo de mim

Há um sorriso pequeno nos olhos dos dois,
Há uma dúvida triste que existe e depois
Fico a espera, estás a espera
Mas a voz não se atreve e uma lágrima em mim desespera

Não penses que te vejo como outrora
A vida esgota a vida hora a hora
O tempo gasta o tempo e marca a gente
O espelho mostra como eu estou diferente
Não estou novo não sou novo
Mas não peças que a vida te apague do fundo de mim

icone-facebook
Segue a Aldeia no Facebook!

Mais da Aldeia

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *