Ala dos Namorados e Ana Bacalhau – O Que Mais Custa

Talvez seja isto a solidão
Este nó no coração
Apertado com saudade
Talvez seja isto o abandono
Como as folhas do Outono
Que se espalham na cidade

Talvez seja só isto que sobra
Quando o tempo vem e cobra
A alegria que nos deu
Talvez seja só isto que resta
Quando nada já nos presta
Quando tudo já doeu

O que mais custa
É não saber de ti
Não saber se me esqueceste
Não saber se me perdeste
Não saber se te perdi

Talvez se eu voltasse a ser brinquedo
Eu matasse este meu medo
De já não servir ninguém
Talvez se eu voltasse à tua mão
Se acabasse a escuridão
E ouvisse mais além

Talvez seja isto que magoa
O vento e o tempo não perdoa
E que o teu amor passou
Talvez seja assim que tudo acaba
Pode ser que talvez nada
Nos avise que acabou

O que mais custa é não saber de ti
Não saber se me esqueceste
Não saber se me perdeste
Não saber se te perdi 

icone-facebook
Segue a Aldeia no Facebook!

 

 

Mais da Aldeia

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *