Armandinho – Casa do Sol


Quando chega o entardecer
É impossível não lembrar de você
Dos momentos que juntos passamos ao sol
No temporal você estava também
Ao meu lado, na grama,
Na areia de Santa num fim de semana
Batendo, na casa do sol
Pra manhã nascer feliz

Quando chega o entardecer
É impossível não lembrar de você
Dos momentos que juntos passamos ao sol
No temporal você estava também
Ao meu lado, na grama,
Em paz na pracinha num fim de semana
Batendo na casa do sol
Pra manhã nascer feliz

A melancolia das ondas
Quebrando sozinhas
Sem você
Lembrando teu beijo salgado
E pedindo um abraço pra aquecer

Pôr-do-sol
Vai lembrar você
Pôr-do-sol
Vai lembrar você

 

Mais da Aldeia

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *