Prana & João Só – Chuva

Letra:
Tudo o que tu vês
Faz parte da ilusão
O espantalho sem pés
O teto sem o chão
E a chuva lava tudo para não olharmos mais para trás

Se a paixão diz à pena
O que ela vai escrever
Se o amor é um poema
Então não quero saber ler
Ó chuva lava tudo para não olharmos mais para trás

E enquanto apanho os restos do que deixas por aí
Memórias que cegam, saudades que apertam
De tudo o que eu não vivi
Não quero o céu! Não quero sol!
Ó chuva lava tudo para não olharmos mais para trás

E se um dia chegar um novo amanhecer
Mesmo à luz do olhar
Só te vejo a escurecer
Ó chuva lava tudo para não olharmos mais para trás

E enquanto apanho os restos do que deixas por aí
Memórias que cegam, saudades que apertam
De tudo o que eu não vivi
Não quero céu! Não quero sol,
Ó chuva lava tudo para não olharmos mais para trás

Mas eu não posso dar-te aquilo que não era para dar
Não encontro a cura para a fome que dura
E que teimo em não matar
Eu não quero nada, eu não quero nada
Só quero que a minha chuva
Lave tudo para não olharmos mais para trás

Não olhes nunca mais para trás
Não olhes nunca mais para trás
Não olhes nunca mais para trás

icone-facebook
Segue a Aldeia no Facebook!

Mais da Aldeia

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *