Prana – A Valsa do Cupido, esse Sacana (Acústico)

Do bom que se faz em Portugal.

https://www.youtube.com/watch?v=wM0GCJp1j2Q?showinfo=0&w=700&h=315]
Letra:
Fala, desabafa diz-me o que tens, meu amor.
Não te feches nesse beiço glacial
E lá dizes que sou eu a causa de toda essa dor
Que se continuar assim vai acabar mal

Vou ouvindo feito pedra sem conseguir reagir
Que sou bronco, infantil, um anormal.
Já consigo adivinhar o choro que vem a seguir,
De onde veio tudo isto afinal?

Quando tudo fica tenso
E tu invades o que eu penso
Mas eu juro que nem penso em mais ninguém
Ficas triste e eu cansado
De coração amuado
Para quê tanto quando eu só te quero bem? 

Lembro-me do tempo em que um simples olhar
Trocava mais palavras do que eu já li
Mas isso era outrora e o que custa agora é fazer-te calar
E dizes que eu disse e eu nem lembro o que disse
E nem sei do que estás a falar

O amor é uma cama
Feita de pedras e lama
É o que há de mais negro em nós
É um corte, um percevejo
É o lado mau de um beijo
É uma valsa dançada a sós

face

twi

Segue a Aldeia nas redes!

Mais da Aldeia

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *