Pierre Aderne – Neblina (Miúda de Sabrosa)

“Se esta música fosse em vinil, o disco já estava furado.”

É a última menina
A ficar pronta pro baile
Aparece atrás da neblina
E aos poucos se ‘dévoile’
Quem prova vê o mundo
De olhos fechados
Toda a aquarela da vida
‘Tutti il colore della vita’

Por trás dos castelos
Ao pé das colinas
É onde ela mora
Feliz de quem bebe as lágrima que ela chora
Feliz de quem bebe as lágrima que ela chora

Faz qualquer um se sentir rei
Subir aos céus por um instante
Se entregar no abandono
Viver o sono dos amantes
Desejar que o Verão acabe antes
Pra logo chegar o Outono

Mais da Aldeia

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *